Título: O impacto do Acordo TRIPS no patenteamento na América Latina: os diferentes desempenhos de `residentes´ e `ñao residentes´

Autor:

Em A Economia Política do Patenteamento… não buscamos apenas confirmar o poder dos mais influentes e a dependência dos mais fracos. Ao contrário, esperamos que, ao estudar esse viés de poder/dominação e o processo de produção e apropriação de novos conhecimentos, sejamos capazes de encontrar e, até mesmo, criar “brechas” pelas quais possamos sugerir o rompimento do subdesenvolvimento perverso e pensar novos designs para regimes de proteção à propriedade intelectual em países em desenvolvimento que possam igualmente estimular a difusão e a transferência de novos conhecimentos e premiar os inventores.